Moçambique: Areias pesadas de Chibuto é assunto de novo em aberto

25 May 2009

Maputo, Moçambique, 25 Mai – A ministra dos Recursos Minerais de Moçambique, Esperança Bias, manifestou-se disposta a negociar com qualquer empresa que esteja interessada nas areias pesadas do Chibuto, após o abandono do projecto pelo grupo australiano BHP Billiton.

O jornal Notícias, de Maputo, adianta que a retirada da BHP Billiton ficou a dever-se ao facto de o grupo não dispor actualmente de uma tecnologia de exploração apropriada para as areias de Chibuto que apresentam, de acordo com análises laboratoriais, propriedades físico-químicas um pouco fora do comum.

Em entrevista ao jornal, a ministra falou não só das principais realizações do sector mas apresentou dados relativos à crescente contribuição dos Recursos Minerais para o Produto Interno Bruto (PIB) que passou de cerca de dois por cento em 2005 para pouco mais de cinco por cento actualmente, ou seja, 7.324 milhões de meticais.

Falando de Moatize, a ministra disse que a produção esperada é de 10 milhões de toneladas, sendo oito milhões de toneladas de carvão metalúrgico e dois milhões de toneladas de carvão térmico, devendo a produção ter início em finais de 2010.

Quanto à mineração de pequena escala, um subsector a não ignorar devido ao rendimento que proporciona às comunidades, o Governo ajudou a estabelecer 61 associações, algumas já formalizadas e outras estão em processo de o fazer tendo, além disso, sido designadas 55 áreas para mineração artesanal. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH