Moçambique: Segunda hidroeléctrica no rio Zambeze avança apesar da crise internacional

1 June 2009

Maputo, Moçambique, 1 Jun – O projecto de construção da Hidroeléctrica de Mpanda Nkuwa (HMNP), que será a segunda de Moçambique, vai avançar, mesmo perante a actual crise financeira internacional, afirmou sexta-feira em Maputo a administração da HMNP.

O projecto de construção da HMNP, que ficará a 61 quilómetros a jusante da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), na província de Tete, centro de Moçambique, está orçado em dois mil milhões de dólares.

Parte desse dinheiro provirá do consórcio Camargo Corrêa, do Brasil, da Electricidade de Moçambique (EDM) e Energia Capital, de Moçambique, que comparticipam na HMNP.

A verba remanescente será garantida por entidades financeiras, através de contratos de financiamento de longo prazo.

A construção da infra-estrutura vai começar em 2011 e levará quatro anos e meio, seguindo-se depois a fase de operação.

Falando sexta-feira em Maputo sobre a fase de execução do projecto, o presidente do conselho de administração da HMNP, Egídio Leite, afirmou que “o cronograma traçado para a execução do projecto não sofrerá desvios devido à actual crise financeira internacional”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH