Moçambique: Central termoeléctrica da brasileira Vale em Moatize vai produzir 1.800 megawatts

2 June 2009

Maputo, Moçambique, 2 Jun – A futura central termoeléctrica do grupo brasileiro Vale, nas minas de carvão de Moatize, centro de Moçambique, vai produzir 1.800 megawatts, a partir de 2012, afirmou segunda-feira em Maputo a directora de Energia do grupo, Gleuza Josué.

A Vale está a construir um complexo industrial para começar a exploração do carvão de Moatize, a partir de Dezembro de 2010, depois de ganhar a concessão da mina por 35 anos.

Falando num encontro público de consulta sobre a viabilidade do empreendimento, Gleuza Jesué referiu que numa primeira fase vão ser produzidos 600 megawatts.

Do total de energia que a Vale vai produzir, 57 megawatts serão utilizados na mina de carvão da empresa e o remanescente será vendido, disse a directora da Central Termoeléctrica da Vale.

Cerca de três milhões de toneladas de carvão de queima serão necessários para gerar energia eléctrica pela central que a Vale pretende montar em Moatize, numa área de 300 hectares.

De acordo com os dados apresentados por Gleuza Jesué, a produção de energia eléctrica a partir do carvão de Moatize não vai provocar danos ao ambiente da região, uma vez que “o carvão de Moatize tem um teor de enxofre muito baixo (0,6 por cento), não havendo por isso possibilidade de poluição exagerada do ar”.

Na província de Tete está também localizada a Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), com uma capacidade de produção de 2.075 megawatts, quantidade insuficiente para responder à crescente procura que se regista em Moçambique e sobretudo na África Austral. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH