Portugal: Angola mais importante do que Portugal nos negócios da Teixeira Duarte

2 June 2009

Lisboa, Portugal, 2 Jun – A facturação da construtora Teixeira Duarte em Portugal sofreu no primeiro trimeste do ano uma quebra acentuada que foi compensada pelo forte crescimento verificado no estrangeiro, particularmente em Angola, informou sexta-feira em Lisboa o grupo em comunicado.

No documento afirma-se que no período as receitas do grupo aumentaram 3,5 por cento para 278,1 milhões de euros e que devido à redução de 13,7 por cento no volume de negócios em Portugal, para 105,18 milhões de euros, o peso do mercado externo nas contas do grupo aumentou para 62,2 por cento, contra 54 por cento no período homólogo de 2008.

A subida ficou a dever-se, sobretudo, ao contributo dos mercados africanos onde o grupo opera tendo em Angola, por exemplo, a facturação aumentado 31,4 por cento para 116,1 milhões de euros, superior à obtida em Portugal.

Em Moçambique o crescimento foi ainda maior, com um aumento de 118,1 por cento para 8,8 milhões de euros.

“Apesar de alguns mercados terem sido mais penalizados pela actual conjuntura de crise, noutros prosseguiu-se um crescimento sustentado, nomeadamente em Angola, Argélia, Espanha e em Moçambique, este último onde o termo comparativo com igual período de 2008 revela bem o impulso que a economia local tem tido, em especial com o investimento público em infra-estruturas essenciais ao desenvolvimento do país”, refere a empresa em comunicado.

O grupo Teixeira Duarte mantém como objectivo terminar este ano com um volume de negócios de 1,5 mil milhões de euros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH