Angola: Governo adopta medidas para estabilizar reservas obrigatórias em divisas na banca comercial

3 June 2009

Luanda, Angola, 3 Jun – O ministro das Finanças de Angola, Severim de Morais, anunciou terça-feira em Luanda que estão em curso medidas que visam estabilizar as reservas obrigatórias em divisas nos bancos comerciais.

Severim de Morais informou ainda que a esperada revisão do Orçamento Geral do Estado (OGE) terá como referência o preço do barril de petróleo a 37 dólares enquanto o anterior colocava essa mesma referência em 55.

As declarações de Severim de Morais à Rádio Nacional de Angola (RNA) surgem quando repetidas notícias na imprensa angolana apontam para o aumento das dificuldades de atribuição de crédito por parte dos bancos comerciais devido ao aumento das suas reservas obrigatórias.

Este aumento de 20 para 30 por cento nas reservas obrigatórias dos bancos comerciais é ainda apontado por diversos economistas como a razão para as dificuldades recentes de transferir divisas para o exterior, especialmente dólares.

E, por detrás deste cenário, está, de acordo com Severim de Morais, a queda das receitas em divisas no país que eram de 1,2 mil milhões de dólares por mês, com o preço do petróleo a 140 dólares por barril, em Julho de 2008.

“De repente”, disse ainda o ministro, as receitas caíram para 400 milhões de dólares, o que corresponde a um terço do valor quando o petróleo atingiu valores recorde em 2008.

Nas declarações à RNA, Severim de Morais disse que o executivo já tomou medidas como a redefinição das reservas obrigatórias, o que permitirá que uma parte destas reservas sejam feitas em títulos de tesouro de qualquer prazo, quando anteriormente só eram permitidos títulos do tesouro com maturidade até um ano.

Por outro lado, o ministro referiu ter sido debatido com os diferentes ministérios e empresas uma espécie de alargamento dos prazos de execução dos projectos, nomeadamente em infra-estruturas englobadas no Programa de Reconstrução Nacional com recurso a avultadas linhas de crédito chinesas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH