Chineses da Wuhan Iron & Steel negociam compra de participação em empresa do Brasil

9 June 2009

São Paulo, Brasil, 9 Jun – A empresa chinesa Wuhan Iron & Steel poderá adquirir participações na MMX Mineração e Metálicos, holding para o sector mineiro do grupo do empresário brasileiro Eike Baptista, ou numa das suas subsidiárias, a MMX Sudeste, noticiou em São Paulo o jornal Valor Económico.

O jornal adianta que as negociações para a compra das participação na MMX estão em andamento e que o negócio, se vier a ocorrer, será realizado através de um aumento de capital da empresa, capitalização essa que proporcionaria os recursos necessários para o desenvolvimento do plano de negócios da MMX.

“As negociações continuam e estamos a discutir aspectos relevantes do acordo referentes à participação accionista da Wuhan na MMX”, disse Ricardo Antunes, presidente da LLX Logística.

A LLX, empresa de logística do grupo de Eike Batista, participa com a MMX de memorando de entendimento assinado, em Maio, com a Wuhan e que prevê os termos de uma “potencial” parceria comercial e estratégica.

O acordo inclui discussões sobre a construção, pelos chineses, no super porto do Açu, projecto da LLX no Rio de Janeiro, de uma siderurgia com capacidade de produzir 5 milhões de toneladas de aço por ano, representando um investimento de 4 mil milhões de dólares.

O memorando assinado com a Wuhan prevê que a empresa chinesa poderá adquirir uma participação accionista na MMX Mineração e Metálicos ou na subsidiária MMX Sudeste e inclui ainda o estabelecimento de um contrato de longo prazo pelo qual a Wuhan comprará toda a produção da MMX Sudeste.

O Valor Económico adianta que esta empresa mineira pretende aumentar a produção de minério de ferro de 8,7 milhões de toneladas para 33,7 milhões de toneladas em 2013.

A produção da MMX Sudeste será escoada através do porto do Sudeste, outro dos projectos portuários da LLX, em Itaguaí, na região metropolitana do Rio que, com uma capacidade de movimentar até 50 milhões de toneladas por ano, deverá começar a operar no final de 2011. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH