Novo terminal do porto de Maputo, Moçambique, pode processar 45 mil viaturas por ano

11 June 2009

Maputo, Moçambique, 11 Jun – Quarenta e cinco mil viaturas em trânsito ou destinadas ao mercado moçambicano podem ser processadas anualmente no novo terminal do porto de Maputo que este ano começou a funcionar, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Com um investimento estimado em doze milhões de dólares, o novo terminal foi concebido para processar viaturas exportadas a partir da província sul-africana de Gauteng ou de alguns países asiáticos.

Outra área em desenvolvimento no porto de Maputo é o terminal de contentores, cuja capacidade anual de processamento vai subir das actuais 60 mil unidades para cerca de 800 mil.

O Notícias acrescenta que a maior parte dos contentores projectados é de importação, embora haja um enorme potencial de carga em trânsito de e para a África do Sul.

Dados disponíveis indicam que o desenvolvimento do terminal de contentores vai levar a Moçambique um movimento adicional de mil navios por ano, que deverão pagar ao Estado moçambicano taxas de farolagem na ordem dos quatro milhões de dólares.

Enquanto isso, os custos de armazenamento e exportação de etanol e biodiesel poderão situar-se abaixo dos actuais níveis de mercado, com a elevação da capacidade do terminal de líquidos a granel para cerca de 750 mil toneladas de produtos não-petrolíferos por ano, tais como óleos vegetais, melaços, biocombustíveis, ácidos industriais, carburantes marítimos, entre outros.

A ser executado em três fases com um investimento global de 100 milhões de dólares, este projecto vai gerar 150 novos postos de trabalho e abrir espaço ao manuseamento adicional de 200 mil toneladas que poderão ser transportadas pelos CFM, além de oferecer cerca de sete mil viagens a operadores rodoviários nacionais.

Num outro empreendimento ligado ao desenvolvimento portuário, está em construção na Matola um novo cais e um terminal de combustíveis líquidos com capacidade para 60 mil metros cúbicos, numa iniciativa orçada em 45 milhões de dólares financiados pelos CFM e pela companhia norueguesa Odfjell. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH