Escolha das ruínas de S. Paulo como maravilha portuguesa no mundo é promoção para o turismo de Macau

12 June 2009

Macau, China, 12 Jun – A escolha das ruínas de São Paulo como uma das sete maravilhas portuguesas no mundo “é uma grande promoção” para Macau, considerou quinta-feira o director dos Serviços de Turismo de Macau, citado hoje pela agência MacauNews.

“No ano em que se celebra o décimo aniversário do estabelecimento da Região Administrativa Especial de Macau, a inclusão das ruínas de S. Paulo na lista das ‘7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo’ é uma escolha que muito nos honra e que irá, com certeza, ajudar a promover Macau em Portugal e no mundo lusófono”, afirmou João Costa Antunes.

A fachada da antiga Igreja de Madre de Deus integra o centro histórico de Macau classificado como Património Mundial pela UNESCO em 2005.

O conjunto conhecido como ruínas de São Paulo é formado pela fachada da antiga igreja de Madre de Deus, construída entre 1602 e 1640, e as ruínas do Colégio de S. Paulo, localizado perto da igreja e ambos destruídos num incêndio em 1835.

O traçado de estilo barroco de granito da fachada é único na China e tem temas escultóricos com elementos de influência europeia e chinesa e o Colégio de S. Paulo foi a primeira universidade de estilo ocidental no Extremo Oriente servindo para preparar os missionários para a difusão da fé católica na Ásia.

As “7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo” incluem monumentos como as fortalezas de Diu, na Índia, (Índia), e de Mazagão, em Marrocos, a basílica do Bom Jesus de Goa, também na Índia, a Cidade Velha de Santiago, em Cabo Verde, o convento de São Francisco de Assis da Penitência e o convento de São Francisco e Ordem Terceira, ambos no Brasil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH