Rússia vai financiar construção de duas barragens hidroeléctricas em Angola

15 June 2009

Luanda, Angola, 15 Jun – A Rússia vai financiar a construção de duas barragens em Angola, a serem erguidas no rio Kwanza, corredor Malanje/Quanza Norte, afirmou em Luanda o embaixador da Rússia em Angola, Sergyeu Nenáchev.

Em declarações à agência noticiosa angolana Angop por ocasião do 12 de Junho, Dia Nacional da Rússia, assinalado na passada sexta-feira, o embaixador disse que a construção das hidroeléctricas enquadra-se no pacote de cooperação económica que Angola e o seu país estão empenhados em estabelecer.

Apesar de não divulgar o montante envolvido, o diplomata disse que as duas barragens serão erguidas em pontos situados entre Kapanda (Malanje) e Cambambe (Quanza Norte) e terão capacidade de produzir dois mil megawatts.

A queda do muro de Berlim, em 1990, provocou uma queda no nível da cooperação económica e comercial que Angola mantinha com a desintegrada União Soviética e que deu a origem, entre outros estados, à Federação Russa.

Para o diplomata, Angola e Rússia defendem, agora, a “necessidade de uma nova dinâmica e diversificação na cooperação económica e comercial”.

O embaixador revelou que no esforço do Governo angolano na melhoria do seu sistema de telecomunicações, a Rússia vai participar na construção e colocação na órbita do satélite Angosat.

Em Junho do ano passado o Governo angolano anunciou que o país teria um satélite denominado Angosat, cuja construção, colocação em órbita e a sua operação estariam a cargo de um consórcio russo liderado pela empresa Rosobon Export.

A instalação do satélite vai permitir disponibilizar serviços de acesso internacional, de suporte e expansão da Internet em banda larga, de transmissão para os operadores de telecomunicações e a disponibilização para suportar serviços de rede de televisão e radiodifusão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH