França apoia aquacultura do camarão em Moçambique

18 June 2009

Maputo, Moçambique, 18 Jun – A França vai doar 1,5 milhões de euros a Moçambique para apoiar o sector da aquacultura do camarão, nos termos de uma convenção de financiamento assinada entre o Banco de Moçambique e a Agência Francesa de Desenvolvimento, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Com a duração de três anos, o projecto visa melhorar e garantir a sustentabilidade da competitividade do camarão nos mercados internacionais e envolverá os principais intervenientes do sector, designadamente o Instituto Nacional de Desenvolvimento da Aquacultura (Inaqua), o Instituto Nacional de Inspecção dos Produtos da Pesca (INIP), bem como o sector privado, através da Associação dos Produtores de Camarão de Moçambique (APCM).

Intervindo na ocasião, o governador do Banco de Moçambique, Ernesto Gove, disse que a assinatura da convenção reveste-se de grande importância para o sector de pescas, na medida em que incentivará o fomento de um dos mais importantes produtos de exportação, melhorando a sua competitividade externa e contribuindo, consequentemente, para a redução do défice da balança de pagamentos.

“Este financiamento integra-se no âmbito do Programa de Reforço das Capacidades Comerciais desenvolvido pelo Ministério francês da Economia, Indústria e Emprego e pela Agência Francesa de Desenvolvimento e concebido para apoio à inserção dos países em desenvolvimento no comércio mundial e, dessa forma, para a promoção do seu crescimento económico”, disse Ernesto Gove.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH