Banco Africano de Desenvolvimento aprova empréstimos a Moçambique e ao Malawi

26 June 2009

Túnis, Tunísia, 26 Jun – O Banco de Desenvolvimento Africano aprovou quarta-feira dois empréstimos no montante de 181 milhões de dólares a Moçambique e ao Malawi para financiar a construção da primeira fase do Corredor Rodoviário de Nacala, ligando os dois países e a Zâmbia.

Em comunicado divulgado em Túnis, o banco informa que os empréstimos de 158,85 milhões de dólares a Moçambique e de 22,15 milhões de dólares ao Malawi visam financiar um troço da estrada, projectada para permitir que o Malawi, a Zâmbia e o interior de Moçambique tenham um acesso melhorado ao porto de Nacala.

O projecto do Corredor Rodoviário de Nacala compreende 1033 quilómetros de estradas e dois postos fronteiriços únicos entre Moçambique e o Malawi e entre o Malawi e a Zâmbia.

A primeira fase inclui 361 quilómetros ou 35 por cento do total em Moçambique e no Malawi, a fase dois inclui 360 quilómetros ou 34,9 por cento no Malawi e na Zàmbia e a fase três 312 quilómetros ou 30,1 por cento do total em Moçambique e Malawi e os dois postos fronteiriços únicos.

O Corredor Rodoviário de Nacala é um dos projectos prioritários na Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla em inglês) e é consistente com a Nova Parceria para o Desenvolvimento de África e a estratégia do banco de apoiar projectos regionais de infra-estruturas que removam barreiras e obstáculos à circulação de pessoas e de mercadorias e apoiem a cooperação e integração regional.

O custo da primeira fase está estimada em 302 milhões de dólares e a Agência Internacional de Cooperação do Japão (JICA, na sigla em inglês) e o Eximbank da Coreia do Sul vão apoiar a construção em Moçambique com 63 milhões de dólares e 21 milhões, respectivamente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH