Leilão de blocos petrolíferos na zona económica exclusiva de São Tomé e Príncipe previsto para Novembro

1 July 2009

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 1 Jul – A Agência Nacional de Petróleos (ANP) de São Tomé e Príncipe está já à procura de interessados no leilão de blocos de exploração petrolífera na zona económica exclusiva do país, afirmou terça-feira o director executivo da agência.

Luís Prazeres disse à agência noticiosa portuguesa Lusa que o prazo para realização do leilão está dependente da aprovação em plenário da Assembleia Nacional de um pacote legislativo, já ajustado na chamada “4ª comissão” parlamentar (dos petróleos), o que deve acontecer até final da semana.

“Estamos a prever o leilão em Novembro, mas tudo vai depender da aprovação do pacote legislativo”, disse Prazeres.

Em causa está as novas leis do Petróleo e da Tributação do Petróleo, que depois de passar no parlamento serão ainda sujeitas a promulgação presidencial.

De 7 a 10 de Junho, a ANP e a ministra são-tomense dos Recursos Naturais, Cristina Dias, participaram na conferência anual da Associação Norte-Americana de Geólogos Petrolíferos, em Denver, Estados Unidos da América, onde fizeram uma primeira apresentação dos 14 blocos a licitar no “off-shore” são-tomense.

De acordo com Luís Prazeres, já houve manifestação de interesse, nomeadamente das empresas que já estão a explorar petróleo na Zona de Desenvolvimento Conjunto (ZDC) São Tomé e Príncipe/Nigéria, como a chinesa Sinopec e a Addax.

A serem cumpridos todos os prazos, espera-se que dentro de dois anos, a contar de Novembro, seja possível determinar se há ou não petróleo em quantidade e qualidade de exploração comercial nas águas são-tomenses. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH