Governo de Moçambique vai vender participações do Estado em 10 empresas

2 July 2009

Maputo, Moçambique, 2 Jul – O Instituto de Gestão de Participações do Estado de Moçambique (Igepe) lançou um concurso público para iniciar a venda das participações do Estado em 10 empresas consideradas não-estratégicas, soube a macauhub em Maputo de fonte do instituto.

A fonte acrescentou que o concurso público visa a contratação de uma empresa para a prestação de serviços de consultoria.

O Igepe gere as participações do Estado em mais de uma centena de empresas não tendo a fonte revelado à macauhub os nomes das empresas cujas participações o Estado vai alienar.

No entanto, a fonte contactada pela macauhub adiantou ter sido preparado um plano visando a saída do Estado das pequenas e médias empresas devendo a participação estatal ser mantida em bancos, empresas de telecomunicações, seguradoras, distribuidoras de combustíveis, consideradas vitais para a economia nacional.

São consideradas empresas estratégicas em Moçambique, entre outras, a Linhas Aéreas de Moçambique, Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique, Empresa Moçambicana de Seguros e Telecomunicações de Moçambique.

“A saída do Estado de algumas empresas insere-se num plano estratégico que teve início em 2008 e vai até 2010”, sublinhou a fonte que prevê que por essa altura o número de empresas participadas pelo Estado não atinja meia centena.

No âmbito desse plano, de acordo com a fonte, das empresas em que há participação do Estado 39 serão alienadas ou reestruturadas enquanto outras 33 serão liquidadas.

O Igepe pretende ainda contratar uma empresa que deverá fazer serviços de consultoria para a venda de 14 participações do Estado reservadas aos gestores técnicos e trabalhadores e uma outra que deverá fazer aconselhar na dissolução e liquidação de 10 empresas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH