Consórcio luso-moçambicano Galpbuzi estuda instalação de refinaria de biocombustíveis em Sofala

7 July 2009

Maputo, Moçambique, 7 Jul – A Galpbuzi, consórcio formado pelas empresas moçambicana Companhia do Búzi e portuguesa Galp Energia, projecta instalar a prazo uma refinaria de biocombustíveis na vila do Búzi, província de Sofala, disse o director-geral do consórcio.

Citado pelo jornal Notícias, de Maputo, Gonçalo Barradas disse que para a concretização da iniciativa deverão ser equacionados alguns aspectos fundamentais, nomeadamente a existência de áreas de produção e de sementes e acrescentou terem sido já plantados em regime experimental 150 e 25 hectares de purgueira e girassol, respectivamente, na localidade de Bândua.

Mencionando que o projecto precisa de uma área de terreno de oito mil hectares e a produção de cinco mil toneladas de sementes, Gonçalo Barradas adiantou que o consórcio está a projectar investir 100 mil euros, antecipando-se que uma parte da produção será exportada e a restante destinada ao consumo interno.

O projecto perspectiva atingir em pelo menos 10 anos cinco mil hectares, pelo que os responsáveis da Galpbuzi contam também com o envolvimento dos pequenos, médios e grandes agricultores para a alimentação da refinaria.

“Se conseguirmos as quantidades de semente que possam justificar a instalação de uma fábrica para a extracção de óleos tanto para a exportação como para o consumo nacional, certamente que a Galpbuzi vai seguir com o projecto”, referiu. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH