Patronato moçambicano aconselha empresários portugueses a escolherem parceiros locais

7 July 2009

Maputo, Moçambique, 7 Jul – O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Salimo Abdula, alertou segunda-feira em Maputo empresários portugueses que queiram investir no país para que procurem parceiros locais, para impedir o falhanço dos projectos.

“Todos os projectos grandes de Portugal falharam”, disse o responsável em Maputo para uma plateia de empresários de Aveiro, argumentando que isso se deveu a colocar à frente desses projectos empregados “bem pagos” de Portugal, sem uma presença de interessados directos nos investimentos.

Salimo Abdula falava numa seminário intitulado “Moçambique: um mercado exemplar”, destinado a explicar as potencialidades do país para um grupo de empresários da Associação Industrial do Distrito de Aveiro, que está a visitar o país esta semana.

O responsável frisou que a zona do vale do Zambeze, no centro de Moçambique, é das que tem mais potencialidades e referiu o turismo, a agro-indústria, a mineração e os serviços como algumas em que “há grandes oportunidades de negócios”.

Estão em Moçambique representantes de 10 empresas de Aveiro, desde fabricantes de móveis e tubos de plástico, a revestimentos de mármores e metalurgia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH