Empresa Cintrum, de Moçambique, exporta citrinos para a Europa

9 July 2009

Maputo, Moçambique, 9 Jul – A empresa moçambicana Cintrum exportou 1400 toneladas de laranja e toranja para o mercado europeu no decurso da presente campanha agrícola (2008-2009), revelou o presidente do Gabinete de Apoio a Pequenos Investimentos (GAPI), António Souto.

O GAPI, que é a instituição que “salvou” a Cintrum da falência iminente, delineou em 2007 uma estratégia de produção de citrinos e busca de parceria tecnológica, o que permitiu àquela instituição retomar o projecto de produção e exportação de laranja e toranja tendo, além disso, investido o equivalente a 1,6 milhões de dólares na melhoria dos pomares da empresa.

António Souto disse ainda que a Cintrum, projecto que está a ser desenvolvido no distrito de Boane, província de Maputo, espera exportar aproximadamente 2500 toneladas de citrinos na próxima campanha agrícola, na sequência de pequenos investimentos a nível dos pomares da empresa.

Para além do mercado externo, a empresa está a comercializar pouco mais de 200 toneladas de laranja e toranja no mercado local, incluindo as indústrias de sumo nacionais.

O mercado europeu é o principal destino dos citrinos produzidos pela Citrum, mas António Souto diz que a ideia da empresa é assegurar o fornecimento tanto ao mercado nacional como ao regional, e começar a olhar para a Ásia.

“O mercado asiático mostrou-se aberto aos nossos produtos, mas ainda estamos a desenvolver contactos nos sentido de passarmos a exportar para alguns dos países, disse ainda o presidente do GAPI. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH