Hutchison Whampoa lidera um consórcio que quer investir no Corredor de Nacala, Moçambique

9 July 2009

Maputo, Moçambique, 9 Jul – A Hutchison Whampoa Ltd, de Hong Kong, lidera um consórcio de três empresas que pretende adquirir parte das acções da Sociedade de Desenvolvimento do Corredor de Nacala (SDCN), escreve o semanário Magazine Independente na sua edição de quarta-feira.

De acordo com a publicação, fazem ainda parte do consórcio as empresas Grindrod da África do Sul e uma terceira cujo nome não é revelado mas que se diz ter sede em Abu Dhabi, Emiratos Árabes Unidos.

As fontes do jornal revelam que há um aparente impasse no negócio, alegadamente porque a pretensão do consórcio é comprar a totalidade das acções da Sociedade de Desenvolvimento do Corredor de Nacala, ideia que não é acolhida favoravelmente pela parte moçambicana.

“A pretensão do consórcio, de comprar, na totalidade, as acções da SDCN, não foi acolhida pela parte moçambicana mas as negociações ainda decorrem”, disse uma fonte ao jornal que sublinha que “tudo está em aberto”.

Entretanto, Agostinho Langa, director executivo da Sociedade de Desenvolvimento do Corredor de Nacala, disse à macauhub que “o assunto da venda de acções, publicado pelo semanário, era novidade”.

Porém, disse que “há uma pretensão, há interesses de vários grupos empresariais estrangeiros em comprar acções da Sociedade de Desenvolvimento do Corredor de Nacala”.

“Esses grupos apresentaram uma proposta para a compra de acções dos portos de Maputo, Beira e Nacala, mas como queriam comprar tudo não se avançou”, disse Langa à macauhub. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH