Brasil disponível para financiar obras em Moçambique desde que empreitadas sejam brasileiras

10 July 2009

Maputo, Moçambique, 10 Jul – O Governo brasileiro está disposto a negociar empréstimos a Moçambique para grandes obras, desde que as empreitadas sejam executadas por empresas brasileiras, afirmou quinta-feira em Maputo o vice-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do Brasil.

Ivan Ramalho encontra-se em Maputo com uma delegação de empresários, que se reuniram quita-feira com congéneres moçambicanos, decorrendo paralelamente encontros entre representantes de dois bancos brasileiros com responsáveis do Governo de Moçambique.

O objectivo, disse o vice-ministro brasileiro à agência noticiosa portuguesa Lusa, é identificar com o Governo moçambicano obras que possam ser financiadas pelo Brasil, como portos, aeroportos ou hidroeléctricas, negociando um projecto de financiamento para as mesmas.

O Brasil, disse, tem grandes empresas de construção, “com grande experiência internacional” e que “têm grande desejo de ampliar as operações em África”, onde muitas já estão instaladas e onde “estão prontas para realizar obras”.

“O Governo (brasileiro) pode financiar estas construções desde que essas obras sejam executadas por empresas brasileiras”, acrescentou Ivan Ramalho.

A presença de Ivan Ramalho em Moçambique acontece a poucos dias da visita do Presidente da República, Armando Guebuza, ao Brasil, de 19 a 23 de Julho.

Ivan Ramalho salientou que a presença, em Maputo, de responsáveis do Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social também poderá identificar projectos prioritários que possam ser financiados por estas instituições bancárias.

“Acreditamos que aqui existem perspectivas bastante favoráveis”, disse Ivan Ramalho, que se encontra em Maputo acompanhado por cerca de 40 empresários, além de responsáveis da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH