Receita fiscal petrolífera de Angola sofreu quebra de 5 mil milhões de dólares no 1º trimestre

13 July 2009

Luanda, Angola, 13 Jul – A receita fiscal decorrente da exportação de petróleo sofreu uma quebra superior a 5 mil milhões de dólares no primeiro trimestre comparativamente ao período homólogo de 2008, de acordo com dados oficiais do Ministério das Finanças de Angola.

Os números do ministério indicam que nos três primeiros meses do ano a exportação de petróleo em rama foi, em média, de 1,69 milhões de barris por dia, o que representa uma diminuição de cerca de 143 mil barris diários relativamente ao período homólogo do ano transacto

Por seu turno, o preço médio de mercado do barril exportado no referido período situou-se em 41,24 dólares, muito abaixo do verificado em 2008, estando o factor preço a afectar mais a receita fiscal do que a diminuição do volume exportado.

A situação decorrente da redução na entrada de divisas em resultado da quebra de receitas petrolíferas reflectiu-se no recuo do kwanza face ao dólar e a um controlo mais apertado na venda e na transferência de divisas para o exterior.

O esclarecimento que a Associação Angolana de Bancos (Abanc) tornou público no final da semana sobre os preceitos a serem respeitados na transferência de divisas para fora do país é prova disso mesmo, embora o governo já tenha feito saber que as actuais restrições são temporárias.

O ministro das Finanças, Severim de Morais, disse ao jornal O País da passada semana estar convencido de que “a partir de Agosto esse assunto (as restrições actuais às transferêncis de divisas) fica resolvido”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH