Banco Mundial financia Saúde e Comunicações em Moçambique

20 July 2009

Maputo, Moçambique, 20 Jul – O governo de Moçambique e o Banco Mundial assinaram sexta-feira em Maputo dois acordos que formalizam a concessão ao país de 75,6 milhões de dólares para projectos no sector da saúde e de infra-estruturas de comunicação.

Do valor total do financiamento, aprovado recentemente pelo conselho dos directores executivos do Banco Mundial em Washington, 44,6 milhões de dólares destinam-se a apoiar o sector da Saúde, e os restantes irão financiar o desenvolvimento de infra-estruturas e serviços de comunicações.

O segundo acordo visa apoiar o Governo no processo de licenciamento da terceira operadora de telefonia móvel no país, cuja abertura do mercado foi anunciada na semana passada pelo governo, aquisição de serviços de Internet para as universidades e outras instituições governamentais, e expansão da plataforma de governo electrónico.

O ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia, esclareceu que o projecto para a saúde é destinado a aumentar qualitativa e quantitativamente o acesso aos cuidados de saúde nas zonas recônditas das províncias de Nampula, Niassa e Cabo Delgado, e irá decorrer durante seis anos, de 2009 a 2014.

“Neste período, e no âmbito deste projecto, o governo de Moçambique vai investir 72,4 milhões de dólares, dos quais 44,6 são financiados pelo Banco Mundial, 15,6 milhões pelo governo do Canadá, 4,3 milhões pela Suiça e 7,9 milhões pela Rússia”, disse o governante moçambicano.

Aiuba Cuereneia disse também que o projecto sobre infra-estruturas de comunicação, orçado em 31 milhões de dólares, será executado pelos ministérios da Ciência e Tecnologia e o dos Transportes e Comunicações, tendo uma duração de cinco anos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH