Brasil e Moçambique assinam acordos para áreas técnico-profissionais

22 July 2009

Brasília, Brasil, 22 Jul – Moçambique e Brasil assinaram terça-feira em Brasília acordos de cooperação na área técnica e de formação profissional e abriram portas a um financiamento de 300 milhões de dólares para apoio a infra-estruturas moçambicanas.

A assinatura dos documentos surge um dia depois de ter sido alcançado um acordo de princípio com o Banco Nacional do Desenvolvimento Económico e Social(BNDES) para a concessão de uma linha de crédito avaliado em 300 milhões de dólares, destinados a infra-estruturas portuárias e aeroportuárias para responder a interesses empresariais relativas a exploração e escoamento de carvão de Moatize.

Da verba disponibilizada pelo BNDES 80 milhões de dólares destinam-se à transformação do aeroporto de Nacala em aeroporto civil e 200 milhões de dólares para realizar beneficiações infra-estruturais ao porto da Beira, por forma a poder responder às exigências de exportação e outras acções operacionais resultantes da exploração do carvão de Moatize pela empresa brasileira, Vale.

Segundo o jornal Notícias com base nos acordos assinados vai ser instalado em Maputo, um centro integrado de formação profissional, como o apoio do Serviço Nacional das Indústrias do Brasil, visando a formação em diversas áreas, podendo incluir intercâmbio de tecnologias e equipamentos técnicos. Vão ser treinados moçambicanos no Brasil ao mesmo tempo que técnicos brasileiros trabalharão em Maputo.

Foi ainda assinado um acordo referente à criação de um Centro de Reflorestamento, que vai ser instalado no distrito de Machipanda em Manica e vai integrar uma parceria entre a Universidade Eduardo Mondlane e a Universidade Federal de Paraná. (macahub)

MACAUHUB FRENCH