Empresas brasileiras deverão fixar-se em Macau para actuar na China

13 August 2009

Rio de Janeiro, Brasil, 13 Ago – O presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) disse no Rio de Janeiro acreditar que empresas exportadoras e importadoras brasileiras deverão instalar-se em Macau nos próximos anos.

Alessandro Teixeira, que falava durante o Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que decorre no Rio de Janeiro, considerou essa aproximação como “inevitável”.

O presidente da Apex-Brasil destacou ainda o facto de a economia de Macau ter crescido 27 por cento no último ano, figurando como um dos maiores crescimentos económicos do mundo.

Alessandro Teixeira disse ainda que em Julho uma missão empresarial liderada pela Associação Comercial de São Paulo — Estado com maior PIB do Brasil — foi a Macau para prospectar futuras oportunidades de investimentos, sobretudo na área de serviços, ponto forte da Região Administrativa Especial.

O presidente da Apex-Brasil destacou ainda o facto de a economia de Macau ter crescido 27 por cento no último ano, figurando como um dos maiores crescimentos económicos do mundo.

Os principais produtos exportados do Brasil para a China são soja em grão, minério de ferro e petróleo em rama.

Juntas, as três categorias de produtos representam vendas de 7,9 mil milhões de dólares, levando em consideração apenas os primeiros seis meses deste ano.

Já o Brasil importa da China uma gama mais diversificada de produtos, entre eles os da área electrónica e têxteis.

O presidente do Instituto de Promoção e Comércio e do Investimento de Macau, Lee Peng Hong, considerou, por seu turno, o Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa como “uma oportunidade para actualizar estratégias de relações entre a China e oa CPLP”.

“O importante é que o os países caminhem juntos para achar soluções conjuntas para suas necessidades mais imediatas e de longo prazo”, declarou. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH