Moçambique adopta estratégia para desenvolvimento do mercado de gás natural

19 August 2009

Maputo, Moçambique, 19 Ago – O governo de Moçambique aprovou uma estratégia de desenvolvimento do mercado de gás natural que acentua a necessidade criar um sistema integrado entre o mercado e a indústria de gás natural, disse terça-feira em Maputo o porta-voz do governo.

Citado pelo jornal Notícias, de Maputo, Luís Covane disse que tem havido um baixo nível do consumo interno de gás, não obstante o país já estar a produzir em grande escala desde 2004, quando se iniciou a exploração dos jazigos de Pande e Temane.

“A maior parte do produto está a ser exportado para a África do Sul, mas a construção do gasoduto para a exportação de gás natural criou novas oportunidades de mercado para este recurso, particularmente em áreas próximas dos pontos de toma de gás na parte do gasoduto instalado no nosso país”, disse.

Luís Covane acrescentou que nos últimos anos também tem havido diversas solicitações para o fornecimento de gás natural, particularmente para a instalação de novas indústrias no país, que incluem as áreas de electricidade, fertilizantes e ferro e aço.

Na mesma reunião, o Conselho de Ministros aprovou um projecto de investimento apresentado pela empresa Eneterra para a produção de biocombustíveis com base na purgueira e complementar de óleo vegetal, feijão, amendoim e ananás.

O investimento total do projecto é de 53 milhões de dólares e a sua produção será comercializada em Moçambique (10 por cento) e União Europeia (90 por cento). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH