Sonangol e italiana ENI querem produzir biocombustíveis no Kwanza Norte, em Angola

1 September 2009

Luanda, Angola, 1 Set – A Sonangol e o consórcio italiano ENI estão a efectuar desde Maio passado a inventariação de plantações de palmares na província do Kwanza Norte, com vista à produção de óleo de palma para o processamento de biocombustíveis.

Segundo a Angop o responsável do departamento provincial do Instituto do Café (INCA), Tavares Geremias Hombo revelou que a acção das duas empresas tem por finalidade a recolha de dados sobre as áreas cultivadas de palmeiras, com vista à sua expansão para a produção de oleaginosas para o desenvolvimento de projectos no domínio dos biocombustíveis.

A primeira fase destina-se à identificação da quantidade do palmar existente na província, seguida pela introdução de novas espécies de palmeiras vindas da Costa do Marfimr, da Singapura, Nova Zelândia e Tailândia.

Os municípios de Kambambe, Golungo-Alto e Ngonguembo foram considerados como as áreas tradicionais de cultivo de palmeiras, na província do Kwanza Norte.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH