China compra participação em poço petrolífero de Angola

15 September 2009

Pequim, China, 15 Set – A China vai comprar por 1,3 mil milhões de euros uma participação de 20 por cento num bloco petrolífero de Angola, revelou uma publicação oficial chinesa.

Trata-se do bloco petrolífero offshore de águas profundas 32, que cobre uma área de cerca de 5 mil quilómetros quadrados, e tem também participações de empresas de Portugal, França, Angola e Estados Unidos, adianta a edição de Setembro da revista China Business International, publicada pelo Ministério chinês do Comércio.

A aquisição será feita à empresa norte-americana Marathon Oil Corporation por um consórcio estatal chinês constituído pela Sinopec e a CNOOC, que são, respectivamente, a maior refinaria e o maior produtor de petróleo da China.

A operadora do bloco é a Total, com 30 por cento. A estatal angolana Sonangol detém 20 por cento e uma unidade da Exxon Mobil detém 15 por cento . A portuguesa Galp tem 5 por cento.

A Marathon, quarta maior petrolífera dos Estados Unidos, vai manter uma posição de 10 por cento no referido bloco, onde já foram anunciadas 12 descobertas de petróleo.

Os 12 poços descobertos até agora no bloco 32 são o Louro, Cominhos, Caril, Gindungo, Canela, Cola, Gengibre, Mostarda, Salsa, Colorau, Manjericão e Alho.

O anúncio da aquisição da participação da Sinopec e da CNOOC,no bloco foi feita em Julho passado mas só agora publicitada pela China.

Angola é hoje o maior parceiro comercial da China no continente africano, devido ao petróleo.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH