China vai alargar cooperação com Cabo Verde

18 September 2009

Cidade da Praia, Cabo Verde, 18 Set – O embaixador da China em Cabo Verde garantiu hoje que a cooperação bilateral existente em vários domínios vai ser alargada, estando em estudo a construção, de raiz, de um novo estádio nacional para a prática de várias modalidades desportivas.

O novo estádio nacional de Cabo Verde com capacidade para 20 mil espectadores vai ficar situado no zona de Monte Vaca, arredores da Cidade da Praia.

O embaixador chinês Li Chunhua falava aos jornalistas no final da sua primeira reunião de trabalho com o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, desde que apresentou cartas credenciais, em Agosto.

A China vai apoiar projectos de desenvolvimento de infra-estruturas em Cabo Verde, nomeadamente de habitação social, energia, fabrico de cimentos e recuperação dos estaleiros navais Cabnave, num total superior a 240 milhões de dólares.

Da carteira de projectos constam a construção de habitação social nas ilhas de Santiago, S. Vicente, Boa Vista, Maio e Sal, que irá beneficiar de um financiamento de cerca de 100 milhões de dólares.

Entre os projectos bilaterais estão ainda a cimenteira de S. Cruz, avaliada em 65 milhões de dólares, bem como a recuperação dos estaleiros da Cabnave, que deverá custar entre 60 a 65 milhões de dólares.

Igualmente contemplada é a renovação da central eléctrica (Praia), projecto avaliado em 10 milhões de dólares.

No final do ano passado, a China e Cabo Verde assinaram um conjunto de acordos avaliados em 23 milhões de dólares, que contemplam o financiamento do Estádio Nacional, e construção da nova Maternidade e Central de Urgências do arquipélago.

O sector portuário e aduaneiro foi também apoiado, com a aquisição de três scanners, a serem instalados nos portos da Praia (Santiago), Porto Grande (São Vicente) e Palmeira (Sal).

A China é responsável pelas obras de ampliação do Centro de Consultas Médicas e da Maternidade do Hospital Agostinho Neto, na Cidade da Praia, e tem uma equipa de oito médicos chineses a trabalhar no arquipélago, o 13º grupo enviado em missão ao país.

A nível da Educação, a China está a concluir as obras de duas escolas no interior de Santiago e, em Agosto último, 25 alunos cabo-verdianos partiram para Pequim com bolsas de estudo do governo chinês para continuar os estudos.

A China apoia também o sector das pescas, estando neste momento e, por um período de um ano, no Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas, em São Vicente, uma equipa formada por três especialistas a trabalhar no desenvolvimento de um plano estratégico para a implementação da aquacultura e piscicultura em Cabo Verde.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH