Angola precisa de 600 mil milhões de dólares para reduzir dependência do petróleo

21 September 2009

Luanda, Angola, 21 Set – Angola necessita de investir até 600 mil milhões de dólares , nos próximos 15 anos, para contrariar a actual dependência do petróleo, defendeu em Luanda o director do Centro de Estudos e Investigação da Universidade Católica de Luanda.

“Se quisermos ter em 2025 uma economia industrial de transição para uma de serviços, na qual a indústria transformadora represente 30 por cento do Produto Interno Bruto e o sector de serviços 25 por cento, será necessário investir entre 400 e 600 mil milhões dólares”, defendeu Alves da Rocha, durante uma palestra sobre o tema “Efeitos da Crise Financeira na Economia Angolana”.

Para oeconomista trata-se de um desafio porquanto está em causa não só o investimento em infra-estruturas como também a qualificação dos recursos humanos, e o aumento da capacidade da administração pública em gerir, ordenar e orientar o processo de diversificação da economia.

A garantia de que estes objectivos serão atingidos parte do pressuposto de, finda a guerra civil, em 2002, os angolanos terem agora reunidas as condições para juntarem esforços em prol do desenvolvimento sustentado.

Todavia, importa garantir investimento público e privado e formar os recursos humanos, frisou o economista, também consultor do Ministério do Planeamento.

“Não há outra alternativa, porque o petróleo está a acabar. Vamos entrar para a era do petróleo mais caro que trará consequências nefastas para economia mundial”, sustentou.

Alves da Rocha sublinhou que, se Angola não tiver novos campos de extracção de petróleo, as reservas actuais de 13,5 mil milhões de barris darão para um período de exploração de 20 ou 22 anos, pelo que, acrescentou, as receitas petrolífereas devem ser bem aplicadas, de modo a impulsionar a diversificação da economia.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH