FMI prevê que crescimento económico de Moçambique atinja os 4,5 por cento este ano

25 September 2009

Maputo, Mçambique, 25 Set – O crescimento económico de Moçambique deverá ser de 4,5 por cento este ano, recuperando para 5,5 por cento em 2010, estima o Fundo Monetário Internacional (FMI) num comunicado divulgado quinta-feira no Maputo.

No final de uma missão do FMI a Moçambique Johannes Mueller, chefe da missão estimou que a médio prazo o crescimento económico moçambicano deve atingir os seis por cento, próximo dos números atingidos antes da crise.

“A recuperação da procura externa deverá ajudar a estabilizar o défice da conta corrente externa (após donativos) em torno dos 10 por cento do PIB, no período 2010/12”, defendeu Johannes Mueller, acrescentando que este ano a inflação desceu, esperando-se que permaneça abaixo dos seis por cento a médio prazo.

“A forte base económica de Moçambique e uma combinação de políticas macroeconómicas prudentes ao longo da última década ofereceram a flexibilidade necessária para responder à crise económica global”, disse o responsável do FMI.

“A manutenção do forte crescimento económico de Moçambique a médio prazo irá beneficiar a continuidade da implementação decisiva das reformas estruturais de reforço da administração das finanças públicas, a administração fiscal, a estabilidade e desenvolvimento do sector financeiro, e o ambiente de negócios”, notou também Johannes Mueller.

No primeiro trimestre, o governo moçambicano tinha afirmado que ia trabalhar para um crescimento de 6,7 por cento, embora o Banco de Moçambique tivesse previsto cinco por cento.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH