Acordo entre Angola e o FMI permitirá regularizar mercado monetário, Banco Mundial

5 October 2009

Luanda, Angola, 5 Out – O acordo entre Angola e o Fundo Monetário Internacional assume uma importância maior do que a mera entrada de divisas uma vez que vai permitir regularizar as operações no mercado monetário, afirmou quinta-feira em Luanda o Banco Mundial.

“O êxito das negociações demonstra a decisão das autoridades de Luanda de adoptar um conjunto de políticas macroeconómicas (a curto e médio prazo) desenhadas para preservar a estabilidade macroeconómica e fortalecer a gestão de políticas, assegurando um crescimento económico sustentável”, refere o balanço mensal do Bando Mundial em Luanda.

“Embora o afluxo de moeda estrangeira permitido por tal programa seja significativo para apoiar a balança de pagamentos e as reservas internacionais, o choque de credibilidade positivo é ainda mais importante”, adianta.

As negociações foram praticamente concluídas durante a última ronda negocial do FMI com as autoridades angolanas (22-30 Setembro), em Luanda.

O programa, que se destina a apoiar as autoridades nos seus esforços de estabilização, terá ainda de ser referendado no próximo mês pela direcção do FMI.

Deverá permitir aliviar as pressões de liquidez imediatas, estimular a confiança do mercado e recuperar uma posição macroeconómica sustentável, segundo o Fundo.

O Banco Mundial salienta que, a manter-se a actual tendência, o Banco Nacional de Angola deverá voltar a poder disponibilizar aos bancos “grandes quantidades de dólares de uma forma sistemática e consistente e os leilões [de divisas] poderão voltar com risco limitado de desvalorização forte do kwanza”.

Actualmente, o Banco Nacional está a vender quantidades limitadas de dólares a uma taxa fixa, usando uma fórmula para alocá-las aos bancos comerciais, o que resulta na acumulação de procura, que só deverá ser satisfeita à medida que seja disponibilizada mais moeda estrangeira. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH