Extracção de tântalo em Marrupino, Moçambique, recomeça em 2010

20 October 2009

Maputo, Moçambique, 20 Out – A Highland African Mining Co. Ltd. reinicia em Março de 2010 a extracção de tântalo em Marrupino, província da Zambézia, centro de Moçambique, após meses de inactividade devido a problemas financeiros, indicou o Ministério dos Recursos Minerais moçambicano.

Na sequência das dificuldades financeiras atravessadas pelo empresa, subsidiária para Moçambique do grupo britânico Noventa, foi necessária a busca de novos parceiros para a retomada da extracção de tântalo em Marrupino, segundo um comunicado do Ministério dos Recursos Minerais.

“Foi substituída a comissão de gestão da empresa e angariados capitais que vão permitir a retomada da operação de produção das minas de Marrupino até Março de 2010”, refere a mesma nota.

Com o reinício das operações na mina, estão assegurados mais de 350 postos de trabalho, além de receitas para o Estado, diz ainda o Ministério dos Recursos Minerais de Moçambique.

Além de Marrupino, a Highland African Mining detém direitos de exploração nas minas de Mutala e Murrua, também na província da Zambézia, cujas actividades vão começar “numa fase posterior”.

A Highland African Mining espera um aumento da procura mundial de tântalo no próximo ano, devido ao crescimento da produção de pequenos componentes electrónicos, a seguir à actual fase de recessão.

O tântalo é um metal que resiste muito bem à corrosão e sendo fisiologicamente inerte é utilizado, entre outras aplicaçõesm no fabrico de instrumentos cirúrgicos e em implantes. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH