Setenta por cento da população de Moçambique com acesso a água potável até 2015

27 October 2009

Maputo, Moçambique, 27 Out – Setenta por cento da população e Moçambique terá acesso a água potável até 2015, um dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, garantiu sexta-feira em Maputo o ministro das Obras Públicas, Felício Zacarias

Durante a assinatura de acordos de empreitada de sistemas de abastecimento de água na província de Maputo, sul do país, avaliados em 90 milhões de dólares, o ministro recordou que Moçambique foi um dos subscritores dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, traçados pelas Nações Unidas.

Dos 20,3 milhões de moçambicanos, menos de metade tem actualmente acesso à água potável.

Ainda no capítulo do alargamento da rede de abastecimento de água, o Governo moçambicano diz que 60 por cento da população das zonas urbanas terá acesso à água potável até finais deste ano.

“O reforço e expansão da rede de abastecimento de água potável é uma das prioridades do Governo, devido ao papel central que este recurso joga na saúde pública e na competitividade do país”, assinalou Felício Zacarias.

No âmbito dos acordos assinados com vários empreiteiros, serão desenvolvidos sistemas de abastecimento de águas nas zonas peri-urbanas de Maputo, Matola e distrito de Boane, no sul do país, orçados em 90 milhões de dólares.

A verba resulta de financiamentos concedidos por vários parceiros internacionais, incluindo a União Europeia e o Banco Europeu de Investimentos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH