Empresa do Canadá vai recuperar barragem da Matala, Angola

5 November 2009

Luanda, Angola, 5 Nov – O governo de Angola aprovou quarta-feira a recuperação da barragem da Matala e do conjunto de infra-estruturas que a integram, tendo em conta a sua importância para o fornecimento de energia eléctrica às cidades e localidades das províncias da Huíla e do Namibe.

Assim, o governo autorizou a Empresa Nacional de Electricidade (ENE) a celebrar contratos com a empresa canadiana SNC–Lavalin para a recuperação da barragem e com o consórcio constituído pelas empresas H3P, TILCA e Maxipro para a prestação de serviços de fiscalização à empreitada.

O Conselho de Ministros autorizou ainda o Ministério da Energia a celebrar um contrato de concessão com a empresa Kamazuro – Electric, de direito angolano, para a recuperação, expansão e exploração de aproveitamento hidroeléctrico do Lomaum, na província de Benguela.

De acordo com o comunicado da reunião do governo, o projecto “terá enorme relevância” para o desenvolvimento económico das províncias de Benguela, Huambo e Bié, melhorando substancialmente o fornecimento de energia eléctrica às comunidades e unidades industriais locais.

O Ministério da Energia foi autorizado também a celebrar um contrato de concessão para a recuperação, expansão e exploração do aproveitamento hidroeléctrico das Mabubas, no rio Dande, província do Bengo, com a empresa de direito angolano Kamazuro – Electric.

Este aproveitamento visa contribuir para colmatar o défice de energia eléctrica nas províncias de Luanda e Bengo, permitindo sustentar o desenvolvimento económico destas províncias com energia a baixo custo, com qualidade e fiabilidade.

O prazo de recuperação e expansão das duas barragens é de 16 meses e o período de concessão para a sua exploração é de 20 anos, cabendo à concessionária realizar todos os investimentos necessários, indica o comunicado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH