Correios de Portugal e de Moçambique criam empresa de correio expresso

13 November 2009

Maputo, Moçambique, 13 Nov – A empresa Correios de Portugal assinou quinta-feira em Maputo com a congénere de Moçambique a formalização da criação da empresa Correios Expresso de Moçambique, destinada a prestar serviços na área das telecomunicações.

A escritura pública da nova empresa foi assinada pelo presidente da Correios de Portugal (CTT), Estanislau Costa, e pelo seu congénere da empresa Correios de Moçambique, Luís Rego, que disse na altura tratar-se do culminar de um longo processo de identificação de parcerias para a diversificação de actividades.

A nova empresa vai iniciar funções no primeiro trimestre do próximo ano e que vai entrar “num segmento de mercado promissor, que acompanha o desenvolvimento do país”, o mercado do correio rápido, mensagens e serviço de estafetas.

Apesar de já existirem em Moçambique empresas nesta área de negócios, de envio de encomendas e documentos para dentro e fora do país, Estanislau Costa acredita que em pouco tempo a nova entidade obterá uma boa parte do mercado, aspirando a ser líder.

O investimento inicial, adiantou, é de 600 mil dólares (403 mil euros), cabendo a cada empresa pública entrar com metade.

Os CTT e os Correios de Moçambique já cooperam há muitos anos, nomeadamente na área da formação mas este é “o primeiro grande negócio”, frisou Estanislau Costa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH