Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação apoia produção de trigo em Moçambique

13 November 2009

Maputo, Moçambique, 13 Nov – Cinco mil produtores de trigo de dois distritos da província de Tete estão a receber um apoio financeiro das FAO para aquisição de factores de produção e melhoria da qualidade e da produtividade, informou o administrador do distrito de Tsangano.

Em declarações ao jornal Notícias, de Maputo, Herculano Conde, que não revelou o valor financeiro, disse durante a campanha agrícola passada, os produtores dos distritos de Angónia e Tsangano conseguiram colher e comercializar mais de 12600 toneladas de trigo, sendo que a sua maioria foi comercializada pelos operadores do vizinho Malawi, por incapacidade financeira dos agentes de comercialização local e da fraca qualidade das estradas.

“A estrada que liga a cidade de Tete à sede distrital de Tsangano foi alvo de uma manutenção de rigor e está transitável e é por isso que para esta campanha mobilizámos aos agricultores para o alargamento das suas áreas de produção de trigo e toda ela já se encontra assegurada pelos operadores nacionais”, disse Conde.

O administrador de Tsangano reconheceu, no entanto, a fragilidade de controlo ao longo da faixa fronteiriça com o Malawi, razão pela qual uma boa parte da produção segue clandestinamente em carroças de tracção animal para aquele país.

Herculano Conde afirmou que o trigo produzido nas terras altas de Angónia e Tsangano é da primeira qualidade e cobiçado pelos operadores do Malawi, que constantemente aliciam aos agricultores moçambicanos com preços altos na compra do trigo e estes não resistem devido à melhor oferta.

Entretanto, as autoridades da Agricultura em Tete acreditam que fazendo uma comparação da produção e as necessidades alimentares em cereais para o ano de 2010, a província vai ter um excedente de 237.410 toneladas de cereais, contra um excedente alcançado na campanha agrícola finda que rondou 101.949 toneladas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH