Companhia Moçambicana de Hidrocarbonetos com um lucro antes de impostos de 23,6 milhões de dólares

17 November 2009

Maputo, Moçambique, 17 Nov – A Companhia Moçambicana de Hidrocarbonetos (CMH) registou no ano fiscal terminado em 30 de Junho um lucro antes de impostos equivalente a 23,6 milhões de dólares, de acordo com o relatório e contas da empresa.

Tal valor representa uma quebra de 18 por cento relativamente ao lucro antes de impostos apurado no anterior ano fiscal.

No período em referência, a Companhia de Hidrocarbonetos de Moçambique pagou o equivalente a 6,1 milhões de dólares em impostos, dos quais 89 por cento correspondem a impostos sobre rendimentos da empresa, dez por cento em impostos sobre o rendimento dos trabalhadores e por cento em contribuições para a segurança social e outros.

O relatório e contas faz uma referência à crise financeira e económica mundial que provocou a queda dos preços de gás natural e de condensado praticados pelo consórcio proprietário do empreendimento do gás natural de Pande e Temane.

“A queda do preço do gás teve um efeito significativo nas operações da empresa”, pode ler-se no documento.

A empresa informa ainda ter efectuado investimentos, com fundos próprios, de cerca de 23 milhões de dólares nos campos de gás natural de Pande e Temane, com a abertura de novos furos e ligações dos dois campos de gás com as respectivas condutas, o que possibilitou que o primeiro gás de Pande chegasse à central de processamento em Maio de 2009, garantindo o aumento da disponibilidade daquele produto para exportação.

A Companhia Moçambicana de Hidrocarbonetos é uma sociedade anónima, constituída em 26 de Outubro de 2000, que tem como principal objecto de actividade o desenvolvimento de operações de petróleo e gás, nomeadamente no Projecto de Gás Natural de Pande e Temane. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH