Macau dispõe de um uma reserva financeira de 12,5 mil milhões de dólares

19 November 2009

Macau, China, 19 Nov – Os saldos orçamentais acumulados e o Fundo de Reserva da Região Administrativa Especial de Macau serão superiores a 100 mil milhões de patacas (12,5 mil milhões de dólares) no final do ano, afirmou quarta-feira em Macau o Chefe do Executivo.

Ao usar da palavra na Assembleia Legislativa no seu último encontro formal no parlamento local, Edmund Ho Hau Wah disse estimar que a execução orçamental de 2009 termine positiva em mais de 10 000 milhões de patacas (1,25 mil milhões de dólares), escreve hoje a agência MacauNews

“No próximo ano, o Governo vai continuar a manter as medidas de isenção e redução de taxas e impostos adoptadas nos últimos anos, com o intuito de ajudar as empresas e os cidadãos a enfrentar as pressões e dificuldades resultantes da crise financeira internacional”, assinalou, fazendo repercutir nos orçamentos familiares e das empresas o excedente financeiro local.

Edmund Ho disse também que até Março de 2010 o Executivo – que já não integrará porque abandona o cargo a 20 de Dezembro para dar lugar a Fernando Chui Sai On – vai proceder à “abertura de contas individuais no Regime de Poupança Central a favor dos residentes de Macau”, dotando de imediato as contas de 3300 milhões de patacas – ou 10 000 patacas por conta – oriundas do saldo positivo do orçamento de 2008.

Edmund Ho, que cumpre em Dezembro 10 anos à frente do governo de Macau, apresentou também o programa orçamental para 2010 lançando as “bases” do orçamento que será apresentado por Fernando Chui Sai On durante o primeiro trimestre na Assembleia Legislativa, em conjunto com as Linhas de Acção Governativa do próximo governo.

Na Assembleia, Edmund Ho enumerou um conjunto de isenções ou ampliação de isenção a impostos e taxas a pagar por pessoas singulares e colectivas que terão um impacto orçamental no capítulo da receita na ordem dos 900 milhões de patacas.

Subvenções à tarifa de electricidade, dos autocarros, de empregados por conta de outrém e distribuição de vales de saúde serão também políticas a seguir por Chui Sai On. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH