Moçambique com uma taxa de inflação de 1,4 por cento até Outubro

3 December 2009

Maputo, Moçambique, 3 Dez – A taxa de inflação em Moçambique situou-se em 1,4 por cento até Outubro deste ano, contra 6,2 por cento em 2008, sendo “a mais baixa verificada nos últimos tempos”, disse quarta-feira em Maputo o ministro moçambicano das Finanças, Manuel Chang.

Falando num seminário sobre a “política fiscal para o crescimento económico em África, no contexto da crise global”, realizado pelo Banco Mundial e governo de Moçambique, Manuel Chang apontou que em 12 meses o país registou a taxa de inflação mais baixa dos últimos anos.

No próximo ano, o governo moçambicano projecta uma taxa de crescimento de 6,3 por cento, acima dos 6,1 por cento deste ano.

“Apesar da desaceleração da economia, de uma taxa média de crescimento de 7,8 por cento nos últimos cinco anos até 2007, os resultados são satisfatórios”, considerou o governante.

“À medida que retomamos as taxas de crescimento desejadas, deveríamos direccionar os ganhos adicionais na colecta de receitas fiscais para a promoção da diversificação das nossas estruturas económicas e potenciar a expansão dos mercados internos e regionais”, sugeriu Manuel Chang.

O titular da pasta das Finanças de Moçambique indicou como exemplos a seguir a China e a Índia, países que têm “demonstrado maiores sinais de resistência à crise” e “estão na dianteira no processo de recuperação da economia mundial”.

Participam na reunião de alto nível sobre a política fiscal, que hoje encerra em Maputo, além de Moçambique, a África do Sul, Botsuana, Zâmbia, Tanzânia, Ruanda, Quénia, Mali, Burkina-Faso, Gana, Etiópia e funcionários seniores do Banco Mundial. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH