Luanda, Angola, manteve-se como a cidade mais cara do mundo para quadros estrangeiros

4 December 2009

Londres, Reino Unido, 4 Dez – A capital angolana Luanda manteve-se pelo segundo ano consecutivo como a cidade mais cara do mundo para quadros estrangeiros, à frente de Tóquio e Oslo, de acordo com a mais recente pesquisa da consultora ECA International, quarta-feira divulgada.

“As infra-estruturas destruídas do país – resultado de décadas de guerra – torna muito difícil a aquisição de determinados produtos ou marcas que são habitualmente consumidos por estrangeiros, sendo o preço desses produtos consequentemente elevado”, refere o estudo da ECA International.

Em comparação, Maseru, no Lesoto, a cidade africana mais barata para estrangeiros, apresenta um custo de vida 70 por cento mais baixo do que Luanda.

A consultora calcula o custo de vida com base num cabaz de bens de consumo e serviços normalmente adquiridos por quadros expatriados, em mais de 390 pontos de todo o mundo, que inclui artigos de mercearia, lacticínios, carne e peixe, fruta e vegetais frescos e também bebidas e tabaco, bens e serviços diversos e ainda roupa, electrodomésticos, condução e refeições.

Em relação ao ano passado, Luanda e Tóquio mantiveram as posições como número um e dois na lista da ECA International.

Entre os cinco primeiros, as maiores subidas são as de Oslo (de 9º para 3º) e Copenhaga (de 8º para 4º). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH