Província do Niassa, Moçambique, discute recursos florestais

4 December 2009

Lichinga, Moçambique, 4 Dez – A cidade de Lichinga está a ser palco de uma conferência sobre projectos florestais e desenvolvimento do Niassa que, de acordo com o governo da província do Niassa, será a primeira reflexão abrangente e estruturada sobre o sector, de acordo com o jornal Notícias, de Maputo.

Desde 2005, data em que a província mais extensa de Moçambique começou a receber empreendimentos florestais de dimensão internacional, o investimento efectuado gerou mais de 6 mil empregos directos por parte de apenas cinco empresas actualmente estabelecidas, para além da construção de várias infra-estruturas.

A conferência, no dizer de Arnaldo Bimbe, governador do Niassa, surgiu como resposta ao Plano Estratégico Provincial lançado em Fevereiro de 2008 e tem objectivos específicos, nomeadamente divulgar experiências na indústria florestal com os países vizinhos, como é o caso da África do Sul, que tem vastas áreas de plantações florestais que envolvem desde investigação, extensão, formação, certificação florestal, entre outras.

A conferência vai igualmente avaliar os impactos positivo e negativo das plantações florestais na província e identificar as acções concretas de seguimento para minorar o impacto negativo envolvendo o Governo, o sector privado e a sociedade civil, incluindo as instituições académicas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH