Economia de Moçambique deverá recuperar ligeiramente em 2010

7 December 2009

Maputo, Moçambique, 7 Dez – A economia de Moçambique poderá registar em 2010 uma recuperação ligeira devendo a taxa de crescimento situar-se em 6,3 por cento, afirmou em Maputo o ministro das Finanças, Manuel Chang, citado pelo jornal Notícias, de Maputo.

Mesmo assim, adianta o jornal, o projectado crescimento de 2010 ficará abaixo dos níveis que foram atingidos até 2007, quando a média anual de expansão económica era de 7,8 por cento.

Para este ano, o Governo espera que a economia não cresça mais do que 6,1 por cento, contra 6,7 por cento registados no ano passado.

O ministro das Finanças considerou que as perspectivas de recuperação da economia que se desenham a nível mundial representam uma luz de esperança para Moçambique, mas também para toda a África Subsahariana, cuja economia irá experimentar uma aceleração do crescimento económico de 1,1 por cento em 2009, projectando-se uma taxa de 4,1 por cento para o ano de 2010.

Esta aceleração da economia da África Subsahariana ocorre após uma taxa média de desaceleração de 5,5 por cento em 2008, contra uma expansão média de 6,4 por cento nos cinco anos antes de 2007.

Chang defendeu que uma recuperação económica sustentada passa pela retirada dos estímulos fiscais que foram sendo introduzidos durante o período da crise, para assim se assegurar o crescimento e a sustentabilidade das contas públicas, minimizando-se pressões inflacionárias.

O ministro sustentou ainda que à medida que se retomar as taxas de crescimento desejadas, os governos deveriam direccionar os ganhos adicionais na colecta de receitas fiscais para a promoção da diversificação das estruturas económicas e potenciar a expansão dos mercados internos e regionais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH