Empresas da China e do Brasil vão fabricar em conjunto medicamentos biológicos

10 December 2009

Pequim, China, 10 Dez – Empresas do Brasil e da China vão fabricar em conjunto medicamentos biológicos da última geração, no âmbito de um acordo de transferência tecnológica assinado quarta-feira em Pequim.

O acordo, assinado entre a EMS e dois laboratórios de Xangai (Biomabs e Guojian), insere-se no esforço brasileiro de “desenvolver a indútria farmacêutica nacional” e aliviar a “alta dependência” do Brasil nesta área, disse o ministro da Saúde brasileiro, José Gomes Temporão.

O primeiro produto da nova parceria, a fabricar no Brasil dentro de cinco anos, é o Etanercepte, um medicamento vocacionado sobretudo para o tratamento da artrite reumatóide, doença que afecta cerca de 850 mil brasileiros.

O acordo, que, segundo os signatários, constituirá uma “plataforma tecnológica”, prevê ainda o fabrico de mais cinco medicamentos biológicos chamados anti-corpos monoclonais.

Fundada há 45 anos, a EMS é considerada a maior empresa farmacêutica do Brasil.

O ministro brasileiro da Saúde encontra-se em Pequim no âmbito de uma visita de seis dias à China destinada a promover a cooperação bilateral na área farmacêutica e integram a sua comitiva cinco associações do sector, representando mais de 300 empresas, juntamente com responsáveis do Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social e outros organismos públicos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH