Governo de Moçambique cria Fundo Distrital de Desenvolvimento

16 December 2009

Maputo, Moçambique, 16 Dez – O Governo moçambicano aprovou terça-feira um decreto que cria o Fundo Distrital de Desenvolvimento para a população com dificuldades para contrair empréstimos bancários nos distritos, alterando a actual modalidade de concessão de créditos a essas regiões.

O executivo de Maputo atribui anualmente mais de sete milhões de meticais (300 mil dólares) do Orçamento de Estado a cada um dos 128 distritos para projectos de combate à pobreza.

Nas regiões mais pobres reside mais da metade da população moçambicana, estimada em 20,2 milhões de habitantes.

O Fundo Distrital de Desenvolvimento3pretende “flexibilizar a gestão orçamental e facilitar os mecanismos de transferência” dos habitualmente designados “sete milhões”, disse o porta-voz do Governo, Luís Covane.

Em declarações aos jornalistas, Luís Covane referiu que o fundo se destina “essencialmente a pessoas com muitas dificuldades para recorrer aos bancos para conseguir empréstimos”.

O Fundo Distrital de Desenvolvimento é uma instituição pública dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa e financeira, que funcionará em todos os distritos do país, continuará a ser controlado pelo Conselho Consultivo, mas “será tutelado pelo governador provincial”, com poderes de decisão sobre o mesmo, disse Luís Covane.

Os governadores das províncias moçambicanas terão competência para “homologar os planos anuais do fundo, autorizar a recepção de donativos externos, abertura de contas do fundo em bancos comerciais, homologar relatórios de actividades e de contas, e promover inspecções regulares ao funcionamento do fundo”, assinalou.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH