Brasil vai abrir escritório em Bruxelas para defender exportações para a UE

17 December 2009

São Paulo, Brasil, 17 Dez – O Brasil vai abrir em Janeiro de 2010 um escritório em Bruxelas para defender as suas exportações dos prejuízos causados por normas técnicas impostas pela União Europeia (UE), revelaram quarta-feira fontes empresariais.

O escritório, semelhante ao que China e Rússia mantêm em Bruxelas, será uma iniciativa conjunta da Confederação Nacional da Indústria (CNI), entidade que representa os empresários, e a estatal Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex).

“Normas técnicas lançadas por países membros da UE têm funcionado como barreiras não-tarifárias e impedido as exportações de diversos sectores, como os de carnes, mármores e granitos e químico”, salientou a CNI num comunicado.

Actualmente, a UE é o terceiro maior destino das exportações brasileiras, depois da China e dos Estados Unidos, com cerca de 31 mil milhões de dólares entre Janeiro e Novembro deste ano.

A Apex realizou este ano mais de 800 acções de promoção comercial em todo o mundo, sendo que mais de 40 por cento delas foram em países do bloco europeu.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH