Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique transportou menos carga por ferrovia

11 January 2010

Maputo, Moçambique, 11 Jan – A Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique registou um decréscimo na carga transportada por ferrovia e um aumento na carga processada a nível portuário, no período entre Janeiro e Outubro de 2009, informou em Maputo o presidente da empresa.

No período, de acordo com Rui Fonseca, a empresa processou a nível dos portos 10,16 milhões de toneladas de carga diversa, contra 9,76 milhões de toneladas em 2008, mais 4,2 por cento.

No sector ferroviário, a CFM transportou 528,8 milhões de toneladas/quilómetro contra 599 milhões de toneladas/quilómetro no período homólogo de 2008, representando uma quebra de 2,4 por cento.

Rui Fonseca justificou a queda verificada no sector ferroviário com a recessão económica, que se fez sentir muito particularmente no sistema ferroviário do sul de Moçambique, o único sob exploração directa da CFM.

“A tonelada/quilómetro é a unidade de tráfego que gera a maior parte dos nossos rendimentos, pelo que temos de inverter este cenário transportando mais nas linhas de percurso mais longo e aumentando também os volumes de carga nas linhas de percurso mais curto”, referiu Fonseca.

Relativamente ao serviço de transporte de passageiros, o presidente da empresa sublinhou que, de Janeiro a Outubro de 2009, foram transportados 2,19 milhões de pessoas contra 1,7 milhões registados em igual período de 2008, o que representa um crescimento de 28,6 por cento.

De referir que ao longo do ano passado a empresa adquiriu 29 carruagens, quatro carruagens-restaurante, igual número de furgões geradores e um furgão para bagagem, perfazendo um total de 38 veículos, num investimento avaliado em 1,9 milhões de dólares, que em breve irão entrar ao serviço na rede ferroviária sul. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH