Governo de Cabo Verde estuda projecto de florestação na ilha do Sal

12 January 2010

Espargos, Cabo Verde, 12 Jan – O Governo de Cabo Verde está a estudar a possibilidade de concretizar um projecto de florestação da ilha do Sal, uma das mais áridas do arquipélago, tendo em conta as potencialidades de distribuição das águas residuais.

A intenção foi manifestada segunda-feira, em Espargos, naquela ilha, pelo ministro do Ambiente, do Desenvolvimento Rural e dos Recursos Marinhos cabo-verdiano, José Maria Veiga, que alegou que o Sal tem “as bases capazes” para desenvolver o projecto de reflorestação.

José Maria Veiga, que se encontra de visita àquela ilha, salientou que o projecto, ainda em estudo, terá de ser concretizado através de parcerias com a Câmara Municipal, governo e instituições privadas que estão a trabalhar neste sector.

Na visita, José Maria Veiga, que não adiantou os custos do projecto nem uma data para o início dos trabalhos, visitou os empreendimentos Águas da Ponta Preta e Viveiros de Cotton Bay, que considerou “parceiros experientes”, já que possuem a tecnologia disponível no sector.

“Sabemos que, para resolver um projecto desta natureza, é necessário que haja água residuais”, referiu, relevando o trabalho “fantástico” feito pela empresa Águas da Ponta Preta no sector de produção e distribuição de água residual, produção de energia e de dessalinização.

“Temos aqui na ilha do Sal as bases fundamentais que nos permitem pôr de pé este projecto de reflorestação”, sublinhou José Maria Veiga, para quem a execução do projecto será uma forma de conseguir captar recursos internacionais existentes, na sequência dos grandes programas ligados às alterações climáticas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH