Moçambique pretende promover-se mercado chinês na área do turismo

12 January 2010

Maputo, Moçambique, 12 Jan – Moçambique pretende divulgar as suas potencialidades no mercado turístico chinês “o mais breve possível”, apurou a macauhub em Maputo de fontes ligadas ao sector do turismo.

Com esse objectivo, o Instituto Nacional do Turismo (Inatur) deverá assinar nos próximos dias um acordo com a empresa chinesa de Xangai, denominada Shanghai Regent Networld Technology Co. Ltd.

Uma fonte do Inatur disse à macauhub que a empresa deverá representar Moçambique no mercado da China na área de relações públicas para operadores de turismo, agência de viagens e para empresários.

A empresa chinesa vai, entre outras actividades, promover o “site” oficial de Moçambique na língua chinesa para além de promoção e representação de Moçambique, num mínimo de cinco feiras de turismo e viagens em base anual, ou seja, GIFT em Cantão, World Travel Fair (WTF) e Incentive Travel and Conventions Meetings (IT&CM), em Xangai, China Outbound Travel and Tourism Market (COTTM) em Pequim e International Travel Expo (ITE) em Hong Kong.

Não há dados sobre a entrada de turistas chineses ou do mercado asiático em Moçambique.

Uma das estratégias de marketing adoptada pelas autoridades moçambicanas, como forma de promover a imagem de Moçambique como destino turístico, vai ser a participação em feiras a nível nacional, regional e internacional.

Prevê-se que Moçambique participe em onze feiras internacionais, entre elas a Bolsa de Turismo de Lisboa (Portugal), Fitur (Madrid, Espanha), World Travel Market (Londres, Reino Unido), Imex (Frankfurt, Alemanha), China Outbound Travel and Tourism Market (COTTM) (Pequim, China) e TTG (Itália). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH