Cabo Verde subiu um lugar na lista de 2010 do relatório Doing Business

13 January 2010

Praia, Cabo Verde, 13 Jan – Cabo Verde subiu uma posição na lista de 2010 do relatório Doing Business mas continua, mesmo assim, nos últimos lugares da tabela que ordena os paíes pela facilidade em fazer negócio.

Depois de em 2009 o relatório ter colocado Cabo Verde na posição 147, em 2010 o arquipélago surge no lugar 146 do Doing Business 2010, um documento preparado pela Internacional Finance Corporation, do grupo Banco Mundial, e que aprecia dez critérios para cada país.

No critério “abertura de empresas”, Cabo Verde deu um salto qualitativo significativo, ao passar da posição 164 para a 136. No país, abrir uma empresa demora, em média, 24 dias, estando o acto sujeito ao cumprimento de nove procedimentos distintos.

Assim, Cabo Verde supera o desempenho da região onde se insere – África Sub-Saariana – em que o tempo médio de espera é de 45 dias, mas continua longe da média da OCDE, com treze.

O arquipélago continua a ter uma prestação positiva no que toca ao cumprimento de contratos. É o trigésimo quinto país do mundo com melhor índice de respeito das obrigações celebradas, tendo melhorado duas posições em relação ao relatório de 2009.

A propósito do acesso ao crédito o relatório Doing Business 2010 coloca o país na posição 150, uma forte queda, de dezanove lugares, face a 2009.

No mundo de língua portuguesa, Portugal é o país que aparece melhor classificado, tendo mantido em 2010 a posição de 2009 – 48º lugar – a que se seguem o Brasil (129 em 2010 e 127 em 2009), Moçambique (135/140), Timor-Leste (164/173), Angola (169/170), São Tomé e Príncipe (180/180) e Guné-Bissau (181/181).(macauhub)

MACAUHUB FRENCH