Obras do porto de águas profundas de São Tomé e Príncipe começam em 2011

15 January 2010

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 15 Jan – As obras para a construção do porto de águas profundas de São Tomé e Príncipe só começam em 2011, um ano depois da data prevista, anunciou quinta-feira em São Tomé o representante da empresa Terminal Link, Olivier Tretout.

“Apesar da derrapagem resultante da crise financeira internacional, este projecto mantém-se válido e sólido”, disse à agência noticiosa portuguesa Lusa Oliver Tretout, que se encontrou quarta-feira com o primeiro-ministro são-tomense, Rafael Branco, a quem deu conta da situação em curso relativa aos trabalhos.

Entretanto, Tretout disse que no próximo mês de Fevereiro deverão iniciar-se os trabalhos preliminares, que não especificou.

Negociações decorrem ainda com o Banco Europeu de Investimentos, um dos parceiros neste empreendimento que Tretout diz estar a “registar avanços significativos”.

“Antes de entrarmos na fase de construção propriamente dita, haverá uma série de trabalhos técnicos, além da conclusão do diálogo com as empresas intervenientes e os potenciais financiadores do projecto para que possamos efectivamente iniciar a fase de execução em 2011”, acrescentou.

Oliver Tretout disse que o porto de águas profundas de São Tomé e Príncipe “não tem nenhuma semelhança” e não se destina a “fazer concorrência” com outro projecto dessa natureza existente na região do Golfo da Guiné. “Pretendemos é complementar outros projectos”, disse.

Com um custo global de 570 milhões de dólares, o projecto será financiado em “grande parte” pelo grupo a que pertence a Terminal Link e a outra parte caberá ao Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e Banco Mundial (BM). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH