Irlandesa Kenmare Resources pretende duplicar produção em Moma, Moçambique

26 January 2010

Londres, Reino Unido, 26 Jan – A Kenmare Resources pretende duplicar para 700 mil toneladas de ilmenite a produção da sua exploração de areias pesadas em Moma, Moçambique, disse segunda-feira o director executivo da empresa, Michael Carvill.

Em declarações à Reuters, Carvill adiantou que o mercado de titânio irá registar uma quebra no fornecimento a partir de 2011 pelo que a Kenmare pretende aumentar a sua produção em Moçambique a fim de preencher essa procura.

A empresa, prosseguiu Carvill, está presentemente a ponderar uma nova expansão, uma vez que se verifica uma procura forte a que é necessário associar o facto de algumas minas estarem a ficar esgotadas, o que diminuirá o fornecimento de titânio com o consequente aumento dos preços.

“Os preços vão começar a subir este ano e a partir de 2011/2012 a procura vai começar a ser superior à oferta”, garantiu Carvill, para acrescentar que estas afirmações “são consubstanciadas pelas questões que os nossos clientes já estão a colocar”.

A Kenmare Resources atingiu o “break even” operacional de Moma em Maio passado e quando a produção atingir a velocidade de cruzeiro deverá produzir 800 mil toneladas por ano de ilmenite, 47 mil toneladas de zircão e 18 mil de rutílio, o equivalente a cerca de 7 por cento da produção mundial.

A Kenmare Resources está cotada nas bolsas de valores da Irlanda e de Londres e o seu principal activo é a mina de minerais de titânio de Moma, em Moçambique. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH