Riversdale Mining vai poder construir central termoeléctrica em Moçambique

26 January 2010

Sidney, Austrália, 26 Jan – A empresa mineira australiana Riversdale Mining informou que o governo de Moçambique, através do Ministério para a Coordenação da Acção Ambiental, aprovou o estudo de impacto ambiental do projecto de construção de uma central termoeléctrica em Benga, Tete.

O projecto da central termoeléctrica de Benga, que vai processar carvão de queima, será desenvolvido em duas fases, indo na primeira produzir 500 megawatts de energia eléctrica quando começar a laborar em 2013.

Numa segunda fase a central irá produzir 2 mil megawatts, produção que, no entanto, estará dependente da capacidade de transmissão da energia e da proposta de linha de transmissão a ser utilizada.

No comunicado divulgado na sua página electrónica, a empresa afirma ter-lhe sido concedido o acesso à rede de transmissão de energia existente em Moçambique.

A mineradora considera que neste momento falta concluir e de forma satisfatória as negociações de compra com os vários intervenientes, que ainda estão em curso.

A Riversdale concluiu, recentemente, o estudo de viabilidade para exploração da mina de carvão de Benga, onde se espera extrair 5,3 milhões de toneladas desse produto por ano, numa primeira etapa (2009-2014).

O mesmo estudo avança que a exploração vai ocorrer em três etapas alinhadas à conclusão e posterior expansão das infra-estruturas ferroviárias e portuárias de transporte fluvial em barcaças.

A mina de Benga possui reservas de carvão estimadas em 273,3 milhões de toneladas, compostas por 181,3 milhões em reservas comprovadas e 92 milhões em reservas prováveis.

A Riversdale detém um título de concessão da mina de carvão de Benga válido por 25 anos e, ao longo deste período, prevê criar 1500 empregos directos permanentes, além de outros 4500 postos de trabalho indirectos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH